» » Minas Gerais sai na frente ao dar novo choque de gestão

O Governador Anastasia marcou um golaço no última quarta (31) ao fazer a reforma no estado reduzindo o número de secretarias de Estado de um total de 23 para 17.  A estimativa é que haverá uma redução de 52 cargos de alto escalão na administração direta de Minas Gerais. Totalizando uma economia total anual prevista de R$ 33 milhões.

Além disso, redução de 50% no limite de uso de telefone celular corporativo, restrição para utilização de veículos de representação, o que representará uma economia nos gastos com motoristas, locação de veículos e combustível. Ainda, proibição de contratação de consultorias, suspensão de participação em seminários, cursos e congressos, proibição de viagens nacionais e internacionais, redução de 20% nos cargos de confiança e outras medidas.

 Vejam esses números, a estimativa é de que, de agosto até dezembro de 2013, os gastos de custeio do Estado serão reduzidas em R$ 105 milhões, o equivalente a 13% do total de despesas de custeio com recursos do Tesouro Estadual previstas para o período.

Nas despesas de 2014, será feita uma revisão das despesas de custeio do Estado, o que possibilitará uma economia adicional estimada em R$ 700 milhões, totalizando uma redução de gastos de aproximadamente R$ 1,1 bilhão.

Diante da nova realidade política, administrativa e econômica do país, o governador inova ao dar novo choque de gestão, mostrando ser um gestor muito mais técnico do que político. Exemplo que a presidente Dilma podia seguir, e cortar alguns dos 39 ministérios. Novos tempos, novas políticas...

Jair Di Gregório
Coluna Bastidores- Jornal Notícias Populares de Sarzedo
http://www.noticiaspopularesdesarzedo.com.br/#!jair-di-gregorio/c1wzx


Postador Unknown

Seja Bem-vindo ao meu blog. Deixe abaixo os seus comentários. Obrigado por sua visita e volte sempre!
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe uma resposta