» » » Presidente dos EUA é criticado por ignorar igreja no Natal e procurar a comunidade em poucas vezes

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, foi criticado durante o Natal por supostamente ignorar a igreja e negligenciar sua participação na comunidade cristã, tendo ido poucas vezes ao encontro com Deus nestes últimos cinco anos em que cumpre seu mandato.

 

Segundo o jornal The New York Times, Obama fez algo muito raro no último Natal, ao se reunir com sua família para celebrar e comparecer à missa de Natal. Depois de assumir o governo em 2008, o chefe de Estado teria ido à igreja em apenas 18 oportunidades.

Os questionamentos sobre sua participação na igreja aparecem pelo fato de Obama ser declaradamente cristão, tendo integrado à Igreja da Trindade Unida em Cristo há mais de 20 anos, e por ser um costume dos presidentes se dedicarem aos eventos de Natal.

"Ele quase não tem ido à igreja como presidente. É muito incomum para um presidente não assistir aos serviços de Natal", destaca Gary Scott Smith, autor especialista no estudo do envolvimento dos presidentes americanos com a fé.

Pressionado pelos mais conservadores, Obama tem sido questionado por sua fé religiosa. "Eu diria que a fé de Obama tem sido um das mais incompreendidas de qualquer presidente por aí", afirma Smith. No entanto, há quem diga que o que ocorre é uma falta de compreensão com a agenda do presidente.

Para Joshua DuBois, ex-chefe de Parcerias Religiosas e Vizinhança do Escritório da Casa Branca, a ausência de Obama nas igrejas não significa que ele não esteja entregue a serviço de Deus ou que não tenha nenhum compromisso com a fé.

"O importante para o presidente Obama não é o lugar onde você estará presente para adorar a Deus, mas como você servirá ao Senhor empregado em colaborar com outras pessoas", conclui DuBois.
Em outras análises, também fica a possibilidade de que Obama modere sua presença na igreja para trabalhar por uma América mais pluralista em termos de religião. Em seu discurso de Natal, o presidente americano inclusive deixou a mensagem de que se direciona neste sentido.

Ao declarar que o Natal é o momento de celebrar o nascimento de Cristo e amar uns aos outros, Obama sugere que as ideias de doação ao próximo integram os EUA não apenas por meio de uma fé, sendo que "elas fazem parte de todas as fé e unem a todos, como americanos", conforme divulgado pela Casa Branca.

Assessoria de Comunicação com Portal Christian post

Postador Unknown

Seja Bem-vindo ao meu blog. Deixe abaixo os seus comentários. Obrigado por sua visita e volte sempre!
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe uma resposta