» » Goleiro Bruno, após tentar suicídio na prisão, afirma: “Deus não permitiu que eu me matasse”

Em entrevista à revista Placar, o goleiro Bruno Fernandes afirma que só está vivo porque Deus não permitiu que sua tentativa de suicídio se concretizasse. Ele está preso em Contagem (MG), onde cumpre pena de 22 anos de prisão pelo assassinato da modelo Eliza Samúdio, e revelou recentemente que tentou se matar em sua cela. Disse que pretende voltar a atuar no futebol, ele contou como foi que tentou se matar.

- Amarrei o lençol na ventana, que é alta, coloquei no pescoço e saltei. Mas a corda arrebentou e eu caí no chão. Foi Deus que não permitiu que eu me matasse – relatou Bruno.
O goleiro comentou também sobre o contrato que assinou no último mês com o time mineiro Montes Claros, e que seus advogados estão tentando na justiça que ele compra sua pena em regime semiaberto para que possa sair para trabalhar, podendo assim atuar pelo clube.

Durante a entrevista, Bruno falou também que sua vida na penitenciária é difícil e que ele “paga um preço alto pela fama”. Sua situação financeira também foi assunto da conversa; após viver por vários anos em um padrão de vida elevado, ele diz que agora terá que viver com pouco dinheiro.

Postador Leonardo Moreira

Seja Bem-vindo ao meu blog. Deixe abaixo os seus comentários. Obrigado por sua visita e volte sempre!
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe uma resposta