» » » Deputados constatam importância da Apae de Montes Claros

Instituição oferece educação especial e serviços de saúde e assistência social a aproximadamente 450 pessoas.

A Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) visitou, nesta terça-feira (13/5/14), a Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Montes Claros (Norte de Minas). Após a visita, que foi seguida de audiência pública para discutir a situação dessas entidades na região, os parlamentares puderam constatar a importância do trabalho desenvolvido pela instituição, apesar das constantes dificuldades enfrentadas.

Os deputados Duarte Bechir (PSD), que solicitou o encontro, Carlos Pimenta (PDT) e Elismar Prado (PT) foram recebidos pela diretoria da Apae pela manhã. Durante a visita, eles foram informados de que a associação, fundada em 1970, atende a aproximadamente 450 pessoas com deficiência intelectual ou múltipla, entre alunos e aqueles que recebem apenas assistência de saúde.

As aulas são divididas em dois turnos: o primeiro, das 7 horas às 11h20; e o segundo, das 13 às 17 horas. A escola especial é frequentada por jovens de até 21 anos. Os alunos que se encontram acima dessa idade são encaminhados ao Centro de Convivência da unidade, voltado para propiciar independência, desenvolver habilidades intelectuais e promover a saúde e a inclusão social de pessoas fora da estrutura escolar.

Outro importante programa da Apae é o Casa-Lar, que oferece, além de um abrigo, uma estrutura familiar a pessoas com deficiência que não têm onde morar. Os trabalhos de assistência social da entidade são realizados em conjunto entre os alunos e suas famílias.

Na área de saúde, a unidade disponibiliza serviços de fisioterapia, fonoaudiologia, terapia ocupacional e enfermagem, além de três psicólogos e atendimentos psiquiátricos. No entanto, a direção da associação expôs aos deputados as dificuldades para manter todos esses serviços e atualizá-los.

Segundo a presidente da Apae de Montes Claros, Eliete Veloso, a carência de recursos faz com que a instituição dependa muito de doações. Foram iniciadas mas ainda não concluídas, à espera de verbas, uma oficina de picolés, salas de aula destinadas à educação de jovens e adultos, a reforma da quadra poliesportiva e a implantação de hortas suspensas.

Relatório aponta as principais carências
Na parte da tarde, durante a audiência pública promovida pela comissão, os deputados traçaram um panorama da atual situação das Apaes das circunscrições mais próximas e entregaram a palavra aos representantes dessas entidades, para que expusessem os problemas de maior urgência de cada município.

Em relação à infraestrutra, seis dos oito municípios declararam que possuem recursos materiais adequados, porém insuficientes. As maiores necessidades apontadas foram referentes a mobiliário, construção de áreas de lazer, materiais pedagógicos adaptados, manutenção, reforma e ampliação das estruturas físicas, necessidade de maior tecnologia e construção de espaços para atendimentos de saúde.

Sobre a atuação das Apaes nessa área, o relatório indica que foram realizados pelas oito unidades no ano passado cerca de 11,2 mil atendimentos, que beneficiaram em torno de 1,6 mil pessoas. As queixas estão ligadas à incapacidade de atender a toda a demanda, a carga horária insuficiente dos profissionais que prestam atendimento e a impossibilidade de ofertar serviços de todas as especialidades na própria instituição.

Na parte de assistência social, o relatório aponta como principais obstáculos a falta de comprometimento das famílias e da rede pública voltada para a área. Já no que se refere aos recursos humanos, as associações afirmaram que 90% dos professores são cedidos pelo Estado ou pela prefeituras. Para 70%, seria necessária a contratação de mais professores.

Quanto ao financiamento das Apaes, cinco das oito que participaram da pesquisa responderam que os recursos previstos para o exercício de 2014 não são suficientes. A falta de dinheiro para despesas com infraestrutura e pessoal foi a queixa mais constante e o problema mais grave presente no relatório.

Os representantes de Apaes também reivindicaram melhores condições para suas unidades e trouxeram novos desafios, como a necessidade de se investir no transporte das pessoas atendidas. Outra demanda é a construção de sedes próprias, uma vez que muitas funcionaem em imóveis cedidos pelo Executivo ou empresas privadas.

Parlamentares destacam necessidade de se investir nas Apaes

O objetivo da série de visitas que a Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia vem realizando para verificar as condições de funcionamento das Apaes é formatar um documento detalhado sobre a situação das entidades no Estado e entregá-lo ao futuro governador, para embasar a formulação de políticas públicas voltadas a essas instituições, o que lhes daria mais segurança e independência.

O parlamentar também lembrou que no dia 2 de junho a ALMG promoverá um evento em que será entregue um documento com a análise de todos os questionários e as demandas apresentadas nas audiências no interior.

O deputado Carlos Pimenta ressaltou o trabalho da comissão em defesa das Apaes e afirmou que, com o levantamento que está sendo produzido, será possível incluir no Orçamento do Estado de 2015 a destinação de recursos para as atividades das associações.

Na mesma linha, o deputado Elismar Prado defendeu que o tratamento das pessoas com deficiência intelectual promovido pelas Apaes seja uma questão de Estado. Ele criticou o antigo projeto do Plano Nacional de Educação, já alterado, que propunha a inclusão dos alunos com deficiência em escolas regulares e suspendia verbas destinadas às escolas especiais.

O consultor técnico da Federação das Apaes de Minas Gerais, Jarbas Feldner de Barros, salientou que o cuidado com que a ALMG vem tratando essas instituições demonstra que políticas públicas para o setor vêm avançando e que as pessoas com deficiência passaram a ocupar papel importante na sociedade. Ele também defendeu parcerias com as três esferas de governo para que as Apaes tenham as suas demandas atendidas.

Blog com Almg

Postador Unknown

Seja Bem-vindo ao meu blog. Deixe abaixo os seus comentários. Obrigado por sua visita e volte sempre!
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe uma resposta