» » » Ato contra homenageados da Medalha da Inconfidência

Manifestantes se reuniram na Praça Tiradentes, na Região Centro-Sul de BH.

Foto: Raquel Freitas/G1

Um grupo de manifestantes, contrários ao governo do PT, realizou um ato, na manhã desta terça-feira (21), na Região Centro-Sul de Belo Horizonte. O protesto criticava a escolha de homenageados da Medalha da Inconfidência, evento do governo de Minas Gerais, realizado em Ouro Preto, na Região Central do estado.

Os participantes da manifestação se reuniram na Praça Tiradentes, que foi cercada por balões pretos. Vestidos de branco, muitos usavam cordas vermelhas no pescoço e entoavam gritos de "fora, Dilma" e "fora, PT". Eles também deram um abraço simbólico na praça e cantaram o hino.

Moradora da Região Centro-Sul, a médica e uma das fundadoras do “Basta, Brasil”, Flávia Figueiredo era uma das pessoas presentes. Segundo ela, esta manifestação foi “bem direcionada” contra a premiação do governo de Minas.

A manifestante critica a escolha dos homenageados, citando como exemplo o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski, o líder do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), João Pedro Stédile, e o advogado-geral da União, Luís Inácio Lucena Adams. “É uma afronta ao povo brasileiro. O que eles fizeram para merecer essa homenagem?”, questiona.

Diversos cartazes e faixas foram colocados no local pelos manifestantes. Em um deles, posto em frente à estatua de Tiradentes, estava escrito que “Pimentel deixou o Brasil com um nó na garganta”.

Antes do protesto, uma corda vermelha também foi colocada na estátua. Por volta das 9h, o objeto foi retirado por militares do Corpo de Bombeiros.

Com informações portal G1

Postador Leonardo Moreira

Seja Bem-vindo ao meu blog. Deixe abaixo os seus comentários. Obrigado por sua visita e volte sempre!
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe uma resposta