» » » Educação Ambiental nos Parques Municipais de Belo Horizonte

Diferentes parques municipais têm recebido oficinas gratuitas oferecidas pela Fundação de Parques Municipais (FPM), por meio do projeto “Águia não é Galinha”.
Parque do Mangabeiras
Além do aprendizado, os participantes interagem com o ambiente e desenvolvem trabalhos em grupo. As temáticas abordadas, dentre elas os ciclos da água, fauna e flora, estão relacionadas ao parque de forma que eles possam vivenciar o que estão aprendendo.

Podem participar crianças de 5 a 12 anos. Todas as atividades são gratuitas. Os interessados podem se inscrever pelo tel: (31) 3277-5398 ou email agendaparques@pbh.gov.br.

Sobre o projeto “Águia não é Galinha”
É realizado por meio de convênio entre a Fundação de Parques Municipais (FPM) com o Ministério Público de Minas Gerais. Tem a finalidade de desenvolver e implementar ações para a redução de crimes ambientais por meio de atividades de educação ambiental. De forma ampla e integrada aborda os diversos assuntos que envolvem a questão ambiental.

Um pouco das oficinas
Oficina de Animais Silvestres - Em um primeiro momento, as crianças são convidadas para uma roda de conversa, na qual os monitores explicam sobre a vida silvestre, a diferença entre essas espécies e os animais domésticos e a importância do habitat. Após, os pequenos irão criar seus animais silvestres com materiais recicláveis como rolinhos de papel e papelão.
Cada oficina dura, em média, 50 minutos e tem capacidade de atendimento para 20 participantes. A faixa etária é de 5 a 12 anos.

Oficina Mandalas no Parque - Os participantes são orientados sobre a relação entre os ciclos da água, das rochas e energia, da produção e consumo, aprendendo a relacioná-las entre si. Depois inicia-se o processo de criação das mandalas, que utiliza sementes e folhas secas, recolhidas no próprio parque.
Cada oficina dura, em média, 1h e 40min, com capacidade de atendimento para 20 participantes. A faixa etária é de 5 a 12 anos.

Oficina das Águas - As atividades são desenvolvidas em duas etapas. Em um primeiro momento, os participantes são convidados a conhecer “A História da Gota D’Água” e recebem o desafio de ilustrar uma resposta para a pergunta “Como você participa do ciclo da água?”. Os que conseguirem cumpri esta fase participam da oficina de brinquedos.
Cada oficina dura, em média, 50 minutos com capacidade de atendimento para 20 participantes.

Oficina dos Sentidos - A atividade faz um convite para identificação de elementos presentes no parque, por meio dos sentidos. Com os olhos vendados, os participantes vivenciam os desafios propostos (abaixar, levantar, virar), além de manusear os elementos presentes no ambiente, utilizando olfato, tato e audição.
Cada oficina dura, em média, 40 minutos com capacidade de atendimento para 20 participantes.

com informações PBH

Postador Unknown

Seja Bem-vindo ao meu blog. Deixe abaixo os seus comentários. Obrigado por sua visita e volte sempre!
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe uma resposta