» » » Ouvidorias do município realizam atendimento ao cidadão na Praça Sete

Ação teve o intuito de divulgar o trabalho das ouvidorias municipal e estadual e de aproximar a população dos órgãos públicos.
 
Quem passou nesta quarta-feira pela Praça Sete, no Centro, teve a oportunidade de registrar reclamações, denúncias, críticas, sugestões e elogios sobre serviços prestados por órgãos do Município e do Estado de Minas Gerais. Chamada de Ouvidoria Móvel, a ação tem o objetivo de divulgar o trabalho prestado pelas ouvidorias, além de propiciar atendimento ao cidadão. A iniciativa contou com a parceria da Prefeitura de Belo Horizonte, com a presença da Ouvidoria Geral do Município (Ouvim), e foi coordenada pela Rede Ouvir MG.
O posto de escuta móvel foi instalado no quarteirão da Rua Carijós, entre o Cine Brasil e as avenidas Afonso Pena e Amazonas, e reuniu ouvidores e servidores das ouvidorias do Município, do Estado de Minas Gerais, da Assembleia Legislativa, do Ministério Público Estadual e dos tribunais Eleitoral, de Contas e de Justiça do Estado. Além do registro das manifestações, os cidadãos receberam também orientações dos educadores físicos do programa Caminhar, da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer, sobre as Academias a Céu Aberto.

Para o ouvidor geral do município, Saulo Amaral, a ação permite que o cidadão participe diretamente da gestão da cidade e dos demais órgãos, avaliando os serviços prestados e dando sugestões. “Os serviços de ouvidorias móveis têm sido avaliados de forma positiva pela população. As pessoas participam e elogiam a iniciativa, porque facilita o caminho para que as manifestações sejam registradas. E o mais importante é que elas de fato recebem o retorno de suas solicitações”, avaliou.

O jornalista Elviro Francisco Porto, morador do bairro Caiçara, aproveitou a oportunidade para fazer sua solicitação e elogiou a ação. “É uma forma de desburocratizar o atendimento ao cidadão, de poder dizer o que está bom ou o que não está no nosso bairro, em um centro de saúde ou em qualquer outro equipamento público”, disse. A dona de casa Célia da Silva, que mora no bairro Fazendinha, também aprovou a iniciativa. “Gostei porque o atendimento é humanizado, não precisei esperar nada. Está aprovado”, elogiou.

Ouvidoria Itinerante
 
A instalação de postos móveis da Ouvidoria Geral do Município nas ruas de BH já é praticada pela Prefeitura de Belo Horizonte desde 2011, por meio do programa Ouvidoria Itinerante. As rodadas passam pelas nove regiões da capital e neste ano foram iniciadas no mês fevereiro. O programa já passou pelos bairros Santa Lúcia, na região Centro-Sul, Santa Terezinha (Pampulha), no Salgado Filho (Oeste), Alto Vera Cruz (Leste), Concórdia (Nordeste), Pindorama (Noroeste) e Guarani (Norte).

A região do Barreiro é a próxima a receber o posto móvel. Hoje a Ouvim atenderá o público na Praça José Verano da Silva, no bairro Milionários. Já no dia 9 de junho, a iniciativa chega à Praça Economiza, no bairro Santa Mônica, em Venda Nova, encerrando o ciclo do primeiro semestre do programa. O atendimento ao público acontece das 9h às 16h nos dois locais.

Além das Ouvidorias Itinerantes, a Ouvidoria do Município também oferece atendimento presencial no BH Resolve (Avenida Santos Dumont, 363, no Centro), por correio eletrônico (ouvim@pbh.gov.br), na Central de Atendimento Telefônico 156 e pela internet (ouvidoriageral.pbh.gov.br/tag). As manifestações dos cidadãos são encaminhadas para os órgãos responsáveis e a resposta é dada em até 15 dias.

Com PBH

Postador Leonardo Moreira

Seja Bem-vindo ao meu blog. Deixe abaixo os seus comentários. Obrigado por sua visita e volte sempre!
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe uma resposta