» » » “O Estado é laico; a política, não é”, diz Silas Malafaia

O religioso defendeu o protesto dos deputados no Congresso pelo fim da cristofobia 

O pastor Silas Malafaia não tem medo de se posicionar politicamente e exerce o seu direito de cidadão para opinar a respeito do que ele concorda e do que não concorda no país.

Mas por ser um líder evangélico, muitas de suas falas são questionadas por que acredita-se que estar em um Estado laico significa um estado que combate a religião, principalmente a cristã que tem sido atacada por movimentos progressistas.

Ao ser questionado sobre as manifestações dos deputados na Câmara Federal – eles criticaram a cristofobia – Malafaia se posicionou dizendo que “o Estado é laico, mas a política não. O povo não é laico”, disse ele em entrevista à Folha.

“Os políticos representam interesses do povo, seja ele ateu, evangélico, católico, anarquista… o povo não é laico”, defendeu.

A reportagem também questionou se o posicionamento dos parlamentares contra o que aconteceu na Parada Gay não fomenta a homofobia. Malafaia, que é taxado de homofóbico por não aprovar o comportamento, reafirmou sua posição de que opinião não é homofobia.

“Tem um monte de manifestação no plenário em apoio ao ativismo gay e ninguém fala nada. Atacar símbolo religioso é crime, artigo 208. Os deputados não estavam condenado só a parada gay, mas a pouca vergonha que fazem na rua. Se falar disso aumenta a homofobia, pode acabar com todos os filmes violentos da televisão, porque aumenta a chance de as pessoas saírem por aí dando tiro”.

Mesmo sendo contra, Malafaia acha legítimo que haja representantes do movimento gay no Congresso e defende a democracia. “Não é porque sou contra que não acho legítimo. Não sou a favor da mordaça ao ativismo gay. Mas eles não dão moleza para ninguém que fala deles. Eu também não vou dar”.

Com informações Folha de S.Paulo e Gospel Prime

Postador Leonardo Moreira

Seja Bem-vindo ao meu blog. Deixe abaixo os seus comentários. Obrigado por sua visita e volte sempre!
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe uma resposta