» » » Regional Centro-Sul celebra sucesso de parceria do programa Adote o Verde


Um momento de confraternização, troca de experiências e de homenagens. Assim pode ser resumido o café da manhã com os parceiros do programa Adote o Verde, realizado nesta sexta-feira, dia 26, pela Regional Centro-Sul, em conjunto com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente. O encontro aconteceu no auditório Juscelino Kubitschek da Prefeitura, no Centro, e contou com a participação de adotantes, pessoas interessadas em conhecer a iniciativa e profissionais da Administração Municipal envolvidos na execução do programa. Na ocasião, foi firmado convênio que celebra a 140ª área verde pública adotada na região e lançado o Selo de Boas Práticas criado pelo município como forma de valorização do trabalho dos adotantes.
 
O Adote o Verde na região conta com 125 parceiros, entre empresas, associações e pessoas físicas, que cuidam de 62 praças, 31 canteiros centrais de avenida e 47 jardins públicos. Esse quantitativo de espaços corresponde a quase 40% de todas as áreas verdes públicas adotadas na cidade, que chegam próximo a 370. O secretário da Regional Centro-Sul, Marcelo de Souza e Silva, destacou a importância desse trabalho. “Estamos reunidos com pessoas interessadas na vida da cidade. Esse programa é de parceria mesmo. A sociedade civil faz a sua parte e nós também precisamos nos comprometer. Nós contamos com vocês e podem contar conosco”, ressaltou.

Empresa que inaugurou o programa Adote o Verde, em 1991, a Vale, desde então, cuida da Praça da Liberdade. Cartão-postal e patrimônio da capital, o espaço está entre as 10 atrações turísticas com melhor avaliação no Brasil. “Cuidar da praça dá trabalho, mas é também motivo de muito orgulho. Ser considerada a sexta atração é uma resposta concreta da responsabilidade que temos”, destacou o gestor do Memorial Minas Gerais Vale, Wagner Tameirão. Quem também manifestou satisfação de cuidar de uma área pública foi a moradora do bairro Floresta, Sônia Arantes, que colabora na manutenção da Praça Salvador Morici, adotada este ano pela artista plástica Estella Cruzmel. “A iniciativa transformou a praça”, disse.

O reconhecimento do empenho dos adotantes foi demonstrado pela moradora do bairro Santa Efigênia, Marta Ribeiral, e frequentadora assídua da Praça Floriano Peixoto, adotada pela empresa Unimed BH. “A adoção foi uma maravilha. Todo morador foi beneficiado. O trabalho da Unimed faz a diferença e, certamente, é exemplo para toda empresa seguir”, apontou. Como homenagem ao adotante, ela recitou uma poesia de sua autoria abordando o cenário da praça antes e depois da adoção.

Novo integrante da lista de adotantes, o representante da Associação Amigos da Rua Goitacazes, Kleber Matos Gesteira, manifestou o interesse do grupo de moradores em fazer algo para tornar as calçadas da cidade mais belas e aprazíveis para caminhada. A iniciativa, que começou na rua Goitacazes, entre as ruas da Bahia e Espírito Santo, foi apresentada à Regional Centro-Sul e, no início de junho, a Gerência de Jardins e Áreas Verdes providenciou o plantio de mudas nas áreas permeáveis das árvores nos passeios. Hoje, são 18 canteiros ao longo do quarteirão.

O convênio da adoção foi firmado na confraternização e é referente à 140ª área adotada na região. “Comemoramos o apoio da Regional e já temos outros moradores e comerciantes interessados, cuidando da árvore da sua porta. Queremos resgatar o conceito de que o espaço público é de todos”, assinalou. Na Centro-Sul, outras 114 áreas verdes estão disponíveis para adoção, sendo 51 praças, 53 canteiros centrais de avenidas e 10 jardins públicos. A listagem está disponível no Portal da Prefeitura (www.pbh.gov.br/adoteoverde). O interessado ainda pode procurar diretamente a coordenação do programa na Regional. O endereço é rua Cobre, 114, bairro Cruzeiro, e o telefone, 3277-5112.

Valorização das parcerias

Em reconhecimento ao trabalho dos adotantes, a Prefeitura desenvolveu o Selo de Boas Práticas do Programa Adote o Verde, para que essas iniciativas de responsabilidade ambiental possam ser também divulgadas pelos próprios parceiros nos seus mais diversos contextos. “Com esse selo, queremos prestigiar simbolicamente e reconhecer a participação dessas pessoas na gestão das nossas áreas verdes públicas, que é tão importante. O Adote o Verde representa a sensação de pertencimento à cidade. Temos desafios, como vandalismo, mas precisamos enfrenta-los”, salientou o vice-prefeito e secretário de Meio Ambiente, Délio Malheiros.

O layout do selo está sendo disponibilizado aos adotantes em mídia digital e foi criado para receber a identificação do parceiro. Ele pode ser aplicado em suas ações de marketing, como folders, uniformes, catálogos de produtos, cardápios, sites, entre outros meios para publicidade desse comprometimento com a cidade.

Até então, como contrapartida de divulgação, o município disponibilizava uma placa do programa com o nome do parceiro e a afixava no local adotado. Hoje, além da placa, o selo amplia as possibilidades de dar visibilidade a essas ações tão significativas para a capital. Outra forma de valorização é o Concurso Cidade Jardim, realizado anualmente, para homenagear aqueles que cuidam bem das áreas verdes públicas da capital mineira.

Sobre o programa
Qualquer pessoa física ou jurídica pode firmar parceria com a Prefeitura no Adote o Verde. Os convênios são simples e, basicamente, delimitam as responsabilidades do adotante e do município. Para participar, basta que o interessado procure a Secretaria Regional a qual pertence a área pretendida. Consulte o site do programa: www.pbh.gov.br/adoteoverde.

pbh
 

Postador Leonardo Moreira

Seja Bem-vindo ao meu blog. Deixe abaixo os seus comentários. Obrigado por sua visita e volte sempre!
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe uma resposta