» » » Evento “Olha a Chuva” mobiliza moradores do Aglomerado Santa Lúcia sobre ações de prevenção durante o período chuvoso





Uma mobilização lúdica e informativa marcou o evento “Olha a chuva!”, que teve como objetivo orientar os moradores sobre a melhor forma de agir em situações de risco geológico, enchentes ou alagamentos. A ação contou com a presença dos moradores do Aglomerado Santa Lúcia e com a participação dos alunos do Programa Escola Integrada das unidades Benjamin Jacob, Professor Edson Pisani, Senador Levindo Coelho e Ulysses Guimarães, que contribuíram com belas apresentações. O evento foi realizado na última semana, no Espaço BH Cidadania Santa Rita de Cássia, localizado no Morro do Papagaio, e foi realizado pela Companhia Urbanizadora e de Habitação de Belo Horizonte (Urbel), em parceria com a Regional Centro-Sul.
Informações sobre as áreas de risco geológico, serviços de monitoramento e controle, obras e, principalmente, a importância da ação dos voluntários dos Núcleos de Defesa Civil (Nudecs) foram abordadas na peça teatral “A casa não pode cair”, do grupo Estação Teatral. O espetáculo foi construído especialmente para a campanha e a abordagem educativa despertou a atenção do público. “A ludicidade traz a possibilidade de conquistar as pessoas por meio das informações transmitidas com leveza, e, sendo assim, o teatro é uma das ferramentas de mobilização mais efetivas”, comentou o coordenador da peça, Fabrício Belmiro.

A iniciativa teve o objetivo de sensibilizar os participantes, especialmente, o público infantojuvenil, para que possam ser multiplicadores das informações preventivas. “A cidade está em mobilização para a chegada do período chuvoso por meio de faixas, cartazes, publicidade em ônibus e informativos e, além disso, as crianças têm o papel de intermediação das informações por meio do material que levaram para suas casas”, destacou a supervisora de Gestão Comunitária da Urbel, Alice Uzeda.


Saúde e educação

A Secretaria Municipal de Saúde (SMSA), por meio dos centros de saúde Santa Lúcia e Santa Rita de Cássia, também aproveitou a oportunidade para divulgar cartilhas informativas sobre os riscos de contaminação de doenças como dengue e leptospirose. “Todos devem estar alertas com essas doenças, principalmente com a chegada das chuvas. Toda atenção é importante”, recomenda o agente de combate a endemias, Gladson Martins.

O período chuvoso tem sido um momento mais que esperado para todos, pois a falta de chuvas fez com que fossem pensadas e repensadas ações sustentáveis, bem lembradas pelas alunas do coral da Escola Benjamin Jacob, localizada no bairro Sion. “Cuidar do meio ambiente é preciso e, por isso, jogar lixo no lixo é fundamental”, disse a aluna Ketlen Kelly Pereira da Silva, de 11 anos. Para a acompanhante pedagógica do Programa Escola Integrada na Regional Centro-Sul, Mônica Rios, o evento serviu como instrumento de aprendizagem. “Os alunos sempre levam para casa a parte educativa da comemoração”, comentou.

Atuação

Além do Aglomerado Santa Lúcia, o evento “Olha a chuva!” já foi realizado nos aglomerados do Morro das Pedras e Taquaril, na região Leste. Esse tipo de ação é feita anualmente, dentro do planejamento de atividades preventivas do Município. Outra frente de trabalho são as vistorias rotineiras, realizadas durante todo o ano, para diagnosticar situação de risco e indicar medidas corretivas que possam ser realizadas pelos moradores ou pela Prefeitura. De janeiro até outubro deste ano, os técnicos da Urbel já realizaram 1.600 vistorias.

Além das vistorias e das obras de manutenção, a Belo Horizonte conta, ainda, com o apoio de voluntários capacitados para atender a população até a chegada do socorro. Nos Núcleos de Defesa Civil atuam 420 colaboradores e outros 411 atuam no Núcleo de Alertas de Chuva. 

PBH

Postador Leonardo Moreira

Seja Bem-vindo ao meu blog. Deixe abaixo os seus comentários. Obrigado por sua visita e volte sempre!
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe uma resposta