» » » Reforma Protestante completou 498 anos no último dia 31 de outubro

Antes de 1517, somente as lideranças eclesiásticas e os nobres tinham acesso às Escrituras Sagradas

Em 31 de outubro de 1517, a igreja protestante se dividiu da Igreja Católica, marcando assim um dos desmembramentos mais importantes do cristianismo. Até esse dia, somente as lideranças eclesiásticas e os nobres tinham acesso às Escrituras. Além disso, todo o conteúdo era em latim. A Bíblia era algo exclusivo de uma minoria e a fé era usada como instrumento de manipulação.

Além de discordar da postura adotada pela Igreja Católica, o movimento liderado por Lutero defendia a liberdade de cada indivíduo para interpretação dos textos bíblicos e que o homem não é justificado pelas suas obras, mas sim pela fé em Cristo. Ele também sempre acreditou que a Bíblia é infalível por ser inspirada pelo Espirito Santo e que qualquer pessoa deveria ter acesso a ela. Sua luta não foi nada fácil, mas, graças a esse modo diferente de pensar, a igreja evangélica representa hoje no Brasil, 25% da população e cresceu 61% em dez anos (2000 – 2010), segundo análises realizadas pelo IBGE.

A História
Em 1517, Martinho Lutero divulgou suas 95 teses contra o papa e a Igreja Católica. Pregados na porta da Catedral da cidade Wittenberg, Alemanha, os argumentos do ex-monge Lutero não pediam que a Igreja se dividisse, mas que passasse por uma reforma teológica, abandonando práticas que contrariavam as Escrituras Sagradas. Rejeitadas pelo Vaticano, foram o início do que seria mais tarde a Igreja Luterana.

Entre as propostas de Lutero estava a de traduzir a Bíblia para que todos pudessem conhecer a Palavra de Deus. Até então isso era privilégio do clero. Foi uma verdadeira revolução no cristianismo. Lutero baseava-se em “5 pilares” que são usados até hoje para definir a fé protestante: “Somente a Escritura, somente a Fé, somente a Graça, somente Cristo e Glória somente a Deus”.

Acabou excomungado em 1520, pelo papa Leão X. Alegava-se que ele incorria em “heresia notória”. Devido a esses acontecimentos, Lutero temendo a morte, ficou exilado no Castelo de Wartburg, por cerca de um ano. Durante esse período trabalhou na sua tradução da Bíblia para o alemão, resultando na impressão do Novo Testamento em setembro de 1522.

Os ideais se espalharam pela Europa e encontraram eco em vários movimentos similares. Essa é a raiz das igrejas evangélicas que se espalham por todo o mundo até hoje. Embora pouco divulgada pelas igrejas no Brasil, o fato é que a Reforma ajudou a mudar a história.

Postador Leonardo Moreira

Seja Bem-vindo ao meu blog. Deixe abaixo os seus comentários. Obrigado por sua visita e volte sempre!
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe uma resposta