» » » Prefeitura amplia o atendimento nas redes de Educação e Saúde com a inauguração de novas unidades da Pampulha


A Prefeitura de Belo Horizonte reforçou as redes de Educação e Saúde com a inauguração no sábado, dia 25, da Unidade Municipal de Educação Infantil (Umei) Castelo de Crato (Rua Castelo de Crato, 101, bairro Castelo) e do Centro de Saúde Padre Tiago (Avenida João XXIII, 1.233, bairro São José), ambos na região da Pampulha. Com capacidade para atender 440 crianças de 0 a 5 anos, a nova Umei é vinculada administrativamente à Escola Municipal Francisca Alves. Construída em um amplo terreno de 7 mil metros quadrados, a unidade tem 10 salas de aula, banheiros adaptados à faixa etária das crianças, cozinha, refeitório, despensa, sala multiuso, biblioteca, fraldário, berçário, salas para atividades gerais, coordenação e secretaria, depósito e parquinho, além de um elevador que garante o acesso de pessoas com dificuldades de locomoção.

O prefeito Marcio Lacerda destacou o empenho da PBH com a educação infantil durante a solenidade de inauguração. “A Prefeitura está cumprindo um compromisso e atendendo uma demanda da comunidade, que queria ter uma escola pública de qualidade para crianças menores de 6 anos. É um dia de comemoração e de esperança no futuro, porque na medida em que investimos na Educação e cuidamos bem das crianças poderemos, quem sabe, evitar crises no futuro, como esta que estamos vivendo agora”, afirmou.


Representante dos pais, Cynthia Maria dos Santos falou do seu sentimento em relação à nova unidade. “É imensa a gratidão em poder contar com esta instituição para o desenvolvimento dos nossos filhos. Já na inscrição fiquei maravilhada com o que a Umei proporciona. Com uma excelente infraestrutura, o espaço é pensado e construído em função da educação infantil. Nada é mais importante do que os primeiros anos da criança. Se eles forem bons, esses anos repercutirão por toda a sua vida”, disse.


A Umei beneficia-se da localização para desenvolver atividades de educação ambiental com as crianças, utilizando o espaço do Centro de Educação Ambiental (CEA), situado em frente, e do Parque Cássia Eller, que fica nas proximidades. Nas atividades desenvolvidas no CEA, as crianças assistem a peças de teatro e vídeos, têm aulas sobre preservação do meio ambiente, fazem plantio de mudas diversas e participam de oficinas de brinquedos recicláveis. O Parque Cássia Eller é também utilizado para comemorações como a Festa da Família.


Na solenidade de inauguração, a unidade recebeu o Selo BH Sustentável, por ter sido projetada e construída de acordo com padrões adequados de economia da água e energia e por adotar a coleta seletiva de resíduos. A Umei possui sistema de aquecimento solar, torneiras aeradas e válvulas de descarga com regulagem de vazão, o que possibilita a economia de 34% de água em relação aos sistemas convencionais.


Construída por meio da Parceria Público-Privada (PPP) da Educação, a Umei recebeu um investimento de R$ 3,1 milhões, sendo R$ 1,3 milhão proveniente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e R$ 1,8 milhão de recursos próprios da Prefeitura.
Belo Horizonte também ganhou um importante reforço na atenção primária à saúde da população. Com a entrega do Centro de Saúde Padre Tiago, a capital passa a contar com 149 centros de saúde. A nova unidade é ampla e moderna, dispõe de 16 consultórios, farmácia, salas para vacinação e para coleta para exames. O projeto garante a acessibilidade de pessoas com dificuldade de locomoção, por meio de rampas e plataformas, instalações sanitárias adaptadas e vaga de estacionamento exclusiva para portadores de necessidades especiais. O investimento na construção é de R$ 2,7 milhões.
O Centro de Saúde Padre Tiago iniciou suas atividades no início do mês com 40 profissionais, entre médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem, farmacêutico, agentes comunitários de saúde, agentes de combate a endemias e trabalhadores do setor administrativo. A população atendida pela unidade, cerca de 10 mil pessoas, tem à disposição serviços de clínica médica, pediatria e ginecologia e é assistida por três equipes de saúde da família completas.


O nome do novo centro de saúde é uma homenagem ao Padre Thiago Leijen, que foi pároco da Igreja de São Tiago Maior, no bairro São José, de 1974 a 1994. Nesse período, fundou a Creche São Tiago e o Recanto da Alegria, voltado para idosos. A partir dessas iniciativas, desenvolveu um trabalho social na comunidade, por meio da pastoral da criança, e ações como oficinas de artesanatos, plantio de hortas, palestras e consultas médicas após a missa, aos domingos.


O modelo assistencial de Belo Horizonte é fundamentado na priorização da atenção primária e os centros de saúde são a porta de entrada para o atendimento público de saúde na cidade. Os mais de 2,5 milhões de habitantes contam com 86,4% de cobertura, proporcionada pelas 588 equipes de saúde da família (ESF). Essa é uma das políticas públicas de maior importância para a redução das desigualdades no município.



Centro de Saúde Padre Tiago

Belo Horizonte também ganhou um importante reforço na atenção primária à saúde da população. Com a entrega do Centro de Saúde Padre Tiago, a capital passa a contar com 149 centros de saúde. A nova unidade é ampla e moderna, dispõe de 16 consultórios, farmácia, salas para vacinação e para coleta para exames. O projeto garante a acessibilidade de pessoas com dificuldade de locomoção, por meio de rampas e plataformas, instalações sanitárias adaptadas e vaga de estacionamento exclusiva para portadores de necessidades especiais. O investimento na construção é de R$ 2,7 milhões.
O Centro de Saúde Padre Tiago iniciou suas atividades no início do mês com 40 profissionais, entre médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem, farmacêutico, agentes comunitários de saúde, agentes de combate a endemias e trabalhadores do setor administrativo. A população atendida pela unidade, cerca de 10 mil pessoas, tem à disposição serviços de clínica médica, pediatria e ginecologia e é assistida por três equipes de saúde da família completas.

O nome do novo centro de saúde é uma homenagem ao Padre Thiago Leijen, que foi pároco da Igreja de São Tiago Maior, no bairro São José, de 1974 a 1994. Nesse período, fundou a Creche São Tiago e o Recanto da Alegria, voltado para idosos. A partir dessas iniciativas, desenvolveu um trabalho social na comunidade, por meio da pastoral da criança, e ações como oficinas de artesanatos, plantio de hortas, palestras e consultas médicas após a missa, aos domingos.

O modelo assistencial de Belo Horizonte é fundamentado na priorização da atenção primária e os centros de saúde são a porta de entrada para o atendimento público de saúde na cidade. Os mais de 2,5 milhões de habitantes contam com 86,4% de cobertura, proporcionada pelas 588 equipes de saúde da família (ESF). Essa é uma das políticas públicas de maior importância para a redução das desigualdades no município.

Assessoria de comunicação com PBH

Postador Jair Di Gregório

Seja Bem-vindo ao meu blog. Deixe abaixo os seus comentários. Obrigado por sua visita e volte sempre!
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe uma resposta