» » » Jair Di Gregório sugere ao prefeito implantação de lixeira subterrânea em BH



Vereador avalia que equipamento contribuirá positivamente para a imagem da cidade, além de minimizar as enchentes causadas pelo lixo nas bocas de lobo


O vereador Jair Di Gregório (PP) apresenta ao poder executivo e à população de Belo Horizonte, a implantação de coletor seletivo subterrâneo de lixo orgânico e reciclável na capital. O Projeto de Lei foi protocolado na Câmara e objetiva melhorar os problemas associados aos resíduos sólidos gerados na cidade, promovendo ainda a educação ambiental.

De acordo com o vereador, as lixeiras serão instaladas em locais estratégicos nos bairros da cidade, evitando que o lixo fique exposto ao ar livre. Cada lixeira é destinada ao depósito de lixo úmido (não reciclável) e outra, ao lixo seco (reciclável), que seguem para compartimentos diferentes dentro do container. Outra vantagem é que o lixo fica isolado, o que evita mau-cheiro e a presença de animais. Um dispositivo informará a empresa de limpeza sobre a necessidade de retirada do resíduo quando o container alcançar 80% da sua capacidade. Para a retirada do lixo, uma pequena grua automática é colocada no teto da caixa subterrânea, que é suspensa até a superfície e presa ao caminhão de coleta, onde o resíduo é despejado. O sistema pretende reduzir os custos de coleta, o deslocamento de veículos e gastos com energia.

“No Brasil, a cidade de Paulínia, no interior paulista, foi a pioneira no uso de contêineres, em 2011. A ideia foi replicada em Fortaleza, São Paulo e Presidente Prudente. Todos esses municípios implantaram as lixeiras subterrâneas com sucesso. Se os contratos com as empresas que realizam a coleta preveem a aquisição dos novos equipamentos, não haverá custo para o município”, reforçou o vereador Jair Di Gregório.

Assessoria de Comunicação

Postador Leonardo Moreira

Seja Bem-vindo ao meu blog. Deixe abaixo os seus comentários. Obrigado por sua visita e volte sempre!
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

1 comentários: